Wednesday, August 29, 2007

Observando III


Vou dar uma pincelada nos coments tb...

Com certeza os grandes álbuns “about me”existem há tempos, mas hoje podemos notar a “invasão” desse tipo de trabalho. É claro, isso se deve ao fato da grande quantidade de mulheres mais novas, solteiras ou sem filhos no scrap! Gente, não falei que o scrap tradicional acabou em nenhum momento. Estou falando sobre essa invasão (no bom sentido) do scrap-arte. Eu estou somente comentando sobre um fato observado, nada mais. Não estou querendo dizer que as coisas acabaram, ou que o surgimento dessa tendência anulou as demais. Quero deixar claro que estou falando do scrap profissional. Pode até ser que esse scrap não seja o que dê mais lucro para as lojas, mas é esse que tenho interesse e que estou observando (hehehehe).

E não acho que temos apenas duas pessoas que façam scrap-arte aqui no Brasil. Muito pelo contrário. Acho que temos ótimas exemplares brasileiras, basta ver todo o reconhecimento no SIS, a quantidade de comentários que temos por lá (gratuitamente). E muitas vezes chego a pensar que tem muito mais brasileira reconhecida internacionalmente do que aqui. Acabamos não dando muito valor ao que temos. E também tem gente que é reconhecida aqui e lá fora não. Não é porque a fulana é reconhecida que vou achar que tudo que ela faz é bom. Peraí... E também não é porque uma outra fulana diz que cicrana é boa que também vou acreditar... Temos que ser mais críticas em relação a isso. Desculpe, mas eu vejo com meus próprios olhos, não preciso de alguém para me falar o que é bom, o que é arte e o que é ruim. E esse negócio de citar nomes e restringir a arte à apenas alguns me faz crer ainda mais na manipulação da informação. Me desculpe, é meu ponto de vista.

Bom, continuando... Uma outra coisa que essa mudança está acarretando é que hoje é preciso de muito mais tempo para fazer scrap. Além do tempo que vc demora para criar (e cada dia estamos mais exigentes com nossas próprias criações), vc tem que ter tempo para o seu marketing pessoal. Fazer contatos (a maioria deles em inglês), visitar foruns, galerias de todos os lugares, entender de estilos, papel, linha de papel, designer de papel, fabricantes, brad, botão, kits digitais, computador... Assim como a onda “I love myself”, as auto promoções estão super na moda! Eu acho super válido desde que vc tenha limites de bom senso. Não exagere, não seja BORING...

Toda essa revolução gerou uma coisa: Competição. Abrindo um parênteses aqui para o seguinte... Essa onda de competição teve seu “bummmm” quando lançaram as challenges.

Com toda essa competição para ver quem é a mais vista, quem é a mais amada, quem é a mais... As relações interpessoais ficaram abaladas. Infelizmente! Creio que aí deu início ao mundo particular. As pessoas estão preferindo os blogs aos foruns (essa discussão que começou no SD, só agora cheguei a essa conclusão...). Podem perceber que muitas pessoas sairam do 2Peas na época que as challenges surgiram. Os foruns precisam mudar, para enquadrar esse novo modelo de scrapper. O SIS é exemplo disso.

Todas essas observações me fizeram pensar na velha frase da Ju Tonin... Scrap é para ser feliz? Eu já não sei. Acho que o melhor seria... Só consigo fazer scrap quando estou feliz. E é nisso que tenho que pensado ultimamente...

19 comments:

croppin carla said...

What is with the cartoons? Too funny. Just thought that I would check in and say hi. I havent mailed your page to you yet, I will as soon as I get a few things together to send you as well. Hope everything is going good with you.

Dri Santos said...

Patri, só digo uma coisa...

PERFEITO!!!

E óbvio que linkei no blog, tá?

BJ,

Paola said...

Patri, voltei pra fazer a conclusão, hahaha!

Sobre os comments já comentei ontem e deixei os dados e a minha opinião aqui.

Qto ao MKT pessoal, volto a afirmar: lo hj é produto, scrapper é marca. Mkt faz parte. Tudo que envolve $$ , envolve MKT.E os blogs são um reflexo disso.É o nicho que as pessoas acharam pra se tornar conhecidas , cada uma do seu jeito, sem concorrência.

Os fóruns dão espaço pra todo mundo e pra discussões (pelo menos o meu). Mas não são todas que estão dispostas a isso. Muita gente prefere só falar e se auto-promover. Respeito e lamento, pq continuo achando que se perde muito na individualidade.

Qto ao apreço ao que é de fora, ao que faz sucesso lá, essa discussão é antiga. Tem um post desses no SD de uns 2 anos atrás, onde eu até cito algumas das minhas conclusões, que remetem à própria colonização do Brasil.
Sinto por isso tb, pq como uma das poucas fabricantes de material nacional,gostaria de ter o produto brasileiro um pouco mais reconhecido por aqui.

E qto à manipulação da informação, acho que não podemos subestimar a inteligência das pessoas. Só é manipulado quem se deixa ser.

Valeu o post!
Bjs

kaká said...

É Patri infelizmente, essa COMPETIÇÃO gerou mesmo uma inimizade geral, pq. as pessoas tem um ego muuuuuito gde. e infelizmente nem todo mundo é como vc. que tem a sua opinião sobre os trabalhos das pessoas, a maioria qdo. escuta que aquilo é bom, segue dizendo que é bom e pronto, pq. é legal e está na moda...Eu tb. tenho minha própria opinião sobre o trabalho das pessoas...não é pq. o MUNDO do scrap gosta que eu gosto não!!!! E pra mim o scrap CONTINUA sendo pra ser feliz!!!! Nesse mundo conheci muita gente boa e que conservo ao meu lado até hoje, se com isso vieram as coisas ruins tb. paciência, em todo ambiente é assim, no ballet isso tb. acontece...não faço scap pra ser melhor que ninguém, realmente ainda sou muito crítica com o meu trabalho e bastante insegura tb., fico muito feliz qdo. dou uma aula e as alunas saem satisfeitas com o que aprenderam. O legal de tudo isso é poder estar trabalhando com uma coisa que AMO fazer, só sinto não ter tanto tempo pra fazer o que bem entendo no scrap, pq. na verdade agora, é pa'gina pra revista, página pra aula, encomendas, e lazer que é bom sobra pouco tempo!!!!Adorei TUDO!!!!
Beijos e saudades....

patri oliveira said...

Nem sei onde colocar isso...
Paola, concordo com tudo que vc falou... Menos uma coisa, existe concorrência sim. Tudo que envolve $$, envolve concorrência. Se não houvesse concorrência, não haveria MKT.
Os foruns são, sem dúvida, a melhor forma de se expressar, eles só precisam se adequar. Sei que perdemos muito sendo individualistas (e me sinto uma delas nesse momento), mas realmente acho que as pessoas tinham que mudar a mentalidade, pois anda ficando bem cansativo certos assuntos, aí desestimula qualquer ser humano!! Eu acho que todas tinha a ganhar se o papo fosse mais produtivo.
Lembro desse seu post sobre a adoração pelo estrangeiro tb. Infelizmente brasileiro é assim... Só temos a lamentar com isso. Basta ser de fora para ser lindo.
E eu lamento mesmo, mas as pessoas são induzidas (mais corretamente que manipuladas) a acharem isso ou aquilo de determinadas coisas. Mas esse é o meu ponto de vista. Mas creio que falo por muitas aqui.
Kaka, sem dúvida, creio que em todo lugar existe isso mesmo, é uma pena, todo mundo perde.
O Scrap já me fez muito feliz e muito triste tb, então, agora, prefiro pensar assim... Faço scrap qdo estou feliz. A pressão é muita para quem produz muito. Eu já estou maneirando o ritmo e agora estou voltando a fazer scrap como gosto.

Paola said...

Olha eu aqui tráveis!

Patri, CLARO que existe concorrência. Lógico!

O que eu disse,"..E os blogs são um reflexo disso.É o nicho que as pessoas acharam pra se tornar conhecidas , cada uma do seu jeito, sem concorrência.", quis dizer a respeito dos blogs, onde cada uma tem o seu, sem concorrer com ninguém!
Pra mim os blogs são um jeito de fugir da concorrência, vc entende o que quis dizer?

E digo mais, qdo falamos em profissionalizar o scrap,viver disso, em fazer produtos nacionais,baratear os trabalhos, em fazer gdes eventos, estamos falando em concorrência. Gente, isso é o capitalismo. Estamos num mercado.E eu sou totalmente a favor do livre mercado. Isso é básico!E infelizmente "only the strong survive". É uma pena!E olha que aqui no Brasil a gente pega bem leve. Quem acompanha os blogs e os fóruns de fora , sabe que lá eles difamam, sabotam, pegam pesado, fazem intriga.Acabam com as pessoas. Vide Stacy Julian e Heidi Swapp essa semana

Seria lindo se a coisa fosse "ideal", todas amigas e um conto de fadas, mas infelizmente em nenhum ramo de negócio as coisas são assim.
E se isso fosse só um hobby, só gente fazendo "pra ser feliz"(Ju, sua frase é ótima e eu não estou fazendo pouco dela aqui..), como poderia ser, isso não estaria como está hj. Isso não é Xanadú!E eu , sinceramente, não acho a concorrência uma coisa ruim. É ela que faz os profissionais melhorarem, os preços caírem,etc e tal.

Qto ao que vc disse dos fóruns, sinceramente não entendi. Todo mundo reclama muito, mas na hora de sugerir mudanças, cadê? Muito do mesmo? O que é papo produtivo?
Vc não pode se esquecer, que como vc fez um dia , muitas estão começando agora. O fórum serve pra isso. É cansativo, é! Mas faz parte! É um serviço que eu presto.

E qto a ser induzida, Patri, sorry. Repito: acredito no bom-senso de cada um. Todo mundo é livre pra fazer o que quiser.
Comprar o que quiser, participar do que quiser, ir onde quiser.
Existem formadores de opinião no scrap? Sim, como em todo lugar !
Muitos. Mas cada uma escolhe quem vai formar a sua. Se sou eu, vc ou a outra qqr, ou ninguém! Somos livres até nisso.

E continuo aceitando sugestões pra melhorar qqr coisa que eu faço. É só dar.
E viva a concorrência!

Paola said...

Ah e qto à competição ter gerado "inimizade" como disse a Kaká, acho isso pura imaturidade das pessoas. Não consigo imaginar meu marido inimigo de ninguém no trabalho por conta de competição.E olha que o mercado dele é o mais competitivo!
É muito egocentrismo !

patri oliveira said...

Paola, minha discussão aqui não era para propor mudanças em nada. São apenas observações do que está ocorrendo no momento. Não quero desmerecer o trabalho de ninguém. Acho que vc é super profissional no que faz. É pioneira em lançar produtos brasileiros de qualidade, é antenada, e criou um forum democrático. Além do que me deu muitas oportunidades e sempre fui grata a isso.
Não quero entrar nesses detalhes, estou falando sobre um geral, sobre mudanças e como teremos que enfrentar isso.
O trabalho do seu, do meu marido e até o meu antigo trabalho é bem diferente... Aqui temos um mundo formado por 99% de mulheres... E eu concordo com a Kaka. Até vc mesma falou, o mundo não é cor de rosa, não estamos em Xanadu... O mundo é esse, é competitivo e muitas vezes é bem cruel.
As pessoas se unem pelo mesmo motivo que as separam... Se unem pelas semelhanças, qdo as semelhanças acabam, os laços podem se romper. Isso não é imaturidade, é simplesmente sair por não ter mais interesses em comum. Não sei se esse é o caso que a Kaka está falando, mas eu penso assim. Se quer saber opiniões sobre mudanças, me manda um e-mail que eu tenho várias. Vc nunca falou que queria mudar o site, por isso nunca falei nada hahahaha...
Ahhh, eu quero ver o scrap crescendo tb... Por isso dou a maior força para todas que estão iniciando, para lojistas (a Clau que me diga!!) e ajudo no que for e sempre ajudei! Eu creio (sem querer me gabar) que eu consegui ajudar muito no crescimento do scrap com a oportunidade que vc me deu em fazer a coluna, por exemplo. Hoje todo mundo vai atrás, conhece as scrappers, mas a pouco tempo atrás ninguém sabia nome de ninguém, não tinham o costume de observar. Veja o exemplo da Lisa Garay... Ninguém a conhecia, hoje ela é fashionista.
E, claro, graças a Deus somos livres para fazermos nossas escolhas, seria um porre se não fosse assim...

patri oliveira said...

Só para completar, acho que os blogs não são uma fuga da concorrência...
Acho que aqui podemos falar o que não compete em um forum. Postar fotos, falar sobre viajens, sobre festinha na escolinha dos filhos... Isso é coisa para blog.

Lais Guadanhim said...

Patri, eu achei mto interessante ler suas observações! E acho que já deu pra perceber que esse assunto comporta diversos posicionamentos, opiniões e debates. A minha sugestão seria vc mesma transformar isso em um tópico lá no SD.. Acho que fica mais fácil pra todo mundo conseguir chegar e se posicionar a respeito. Será que dá???
Bjs!

kaká said...

Voltei!!!!A competição de que falei é essa mesmo Patri, vc me entendeu direitinho, é muito diferente dos empregos dos nossos maridos, qdo. comento das coisas que rolam no scrap e no ballet com o meu marido ele mau entende...infelizmente minha filha enfrenta isso no ballet todo santo dia, e eu faço tudo pra ela sair o menos machucada possivel, pois esse tipo de coisa me afastou do meu sonho...hoje é bem pior; na academia a gente lida com egos tb.; das bailarinas e pior das mães das bailarinas que já ensinam pras crianças desde pequenas que elas tem que pisar nas outras pra conseguirem a atenção das professoras ou um papel melhor no espetáculo...acho isso péssimo!!!!! Ensino outros valores pra minha filha....esse tipo de competição existe, não tem jeito, o duro é saber lidar com isso, algumas vezes a gente ganha e em outras a gente perde, essa é a vida....qdo. falo que a competiçao gerou inimizades, é pq. gerou mesmo, no começo qdo. vc ia dar uma aula, todo mundo torcia por vc...qdo. saia na revista tb., depois de um tempo isso parou de acontecer...pq. aconteceu justamente aquilo que vc falou Patri, as semelhanças acabaram e os laços que eram superficiais se romperam e os que não eram não!!!! Se perdeu??? Sim é claro, alguma coisa se perdeu, mas se ganhou tb...

mperri said...

mmmmmmmmmmm.....
nossa Patri... colocou minha massa cinzenta pra funcionar... mas calma lá que tô pensando!
Concordo com 89% e não discordo, mas argumento o resto!
Prometo que vou responder em tempo... mas tenho que fazer minha mente borbulhar um pouco mais...
Posso escrever um artiguinho com esse tema citando você?
Acho que esse é o tipo de coisa que merece atenção!

Alécia said...
This comment has been removed by the author.
Natalia Petri said...

Nossa, qta coisa Patri! Li e amei o q vc escreveu...mas fica fria é pra ser feliz sempre!!
continua fazendo viu!! eu adoro suas páginas..vc sabe disso!!
bjo

VeraScrap2007 said...

Patri adorei os seus comentários e a "discussão" que esta postagem gerou. Isso aqui cabia bem no Fórum do SD. É uma discussão "cabeça" e que faz a gente repensar e ver o que a gente realmente espera do Scrap e qual é o nosso papel no desenvolvimento e crescimento deste hobby/arte/profissão.

Adorei!

Regiane Santos said...

Oi Patri, gostei muito de ler suas observações, você tem um lado crítico que admiro muito, sua coragem de falar o que pensa, parabéns!
Continue assim, sempre aprendo muito refletindo os seus textos desde da sua coluna que faz muita falta.
Gostei muito da página que postou hoje. bjs Rê

Carol Villaça said...

Patri, só repito o que já foi dito pela Dri Santos...

PERFEITO!!!!!!!
tudo o que vc disse, tudo o que vc comentou, todas as suas observações...
te admiro muito,por sua coragem de falar o que realmente anda acontecendo.. por um bom tempo eu não acreditei que o meu scrap era bom..passei meses achando meu trabalho um lixo..quando fui numa aula da Vivi e da Ju Mansour e tive coragem de mostrar minhas páginas.. elas me elogiaram tanto que eu até chorei... e tudo isso por que?? nem eu sei.. só sei que eu tinha medo de postar os meus trabalhos...é um clima de competição tão grande...
eu faço scrap para ser feliz!! e quando eu percebi que estava ficando infeliz eu me afastei do que me deixava infeliz!!
e hoje eu estou mais feliz do que nunca, fazendo minhas aulinhas, minhas pagininhas... e colocando tudo lá no blog...
vc é muto querida, faz páginas lindas, amo o seu trabalho!!!
bjussssssssssss

Sheila said...

Patri, sempre desde o começo admiro muito seu trabalho, gosto mesmo pra valer, mesmo por que não me sinto obrigada a elogiar nada que eu não goste, nem por interesse nem por outro motivo que seja... E adorei seu post e concordo muito com o que você falou sobre as mudanças... Já fiquei muito feliz com o scrap e muito triste também... Mas me afastei do que me deixava triste e só fiquei com o que me faz feliz... Meu blog por exemplo, me faz feliz é meu e lá tem minhas idéias, meus trabalhos, um pouco (ou o que eu quero que saibam)da minha vida, se você gosta entra se não gosta, não perca seu tempo... E sabe que assim como você adoro o SIS... adoro compartilhar minhas fotos, e recebo alguns elogios que enchem meu dia e de que alguém qeu não faço a mínima idéia de quem seja... É muito legal ver que as pessoas gostam do nosso trabalho, né? E melhor ainda quando você vê que é de VERDADE... Como você disse deixa a pressão pra quem "vive disso"! Eu faço por que amo e vou continuar fazendo, que delicia!!! beijos

said...

Patri, só posso repetir mais uma vez PERFEITO!
Vc conseguiu colocar tudo que realmente anda acontecendo. Eu como muitas me senti um lixo durante muito tempo, sem valor, sem nem vontade de postar. Hoje tenho meu blog, falo e escrevo o que penso, posto sem vergonha e só agora sinto que faço scrap pra ser feliz!
Te admiro pelos trabalhos desde sempre, vc sabe!
Beijos