Monday, March 03, 2008

Muitos pensamentos...

Na sexta-feira fui para São Paulo visitar meus pais... Sabe que antes de sair de casa fui pegar meu álbum para levar (sempre levo para eles olharem, eles adoram!). Aí olhei o álbum antes para ver se tinha bastante página nova e dei de cara com um monte de páginas novas, mas sem foto das crianças... Fiquei pensando... "Nossa, eu não estou fazendo um álbum para guardar e lembrar mais..." Tá cheio de scrap que não diz nada...
Resolvi não levar o álbum!
E isso me fez pensar mais e mais... De que me adianta fazer esse tipo de página? Apenas para brincar? Apenas para participar das challenges, para "treinar", para curtir?? Affff.... Sei lá, viu? Eu tenho um monte de fotos aqui que parecem não "encaixar" no que quero fazer. Penso em um scrap e as fotos não combinam com o LO que quero experimentar fazer. Mas se eu ficar atrás disso vou perder de vista o que quero guardar. O que quero mostrar para as pessoas que não são do meio (principalmente a família).
E os momentos que tenho em fotos? Colocarei em um albinho porcaria de laboratório? Meus scraps só serão mostrados para outras scrappers?? Qual é a graça disso e para quê eu ia querer isso? Ai, não sei o que pensar a esse respeito... O que vcs acham? Mais vale um scrap bonito ou uma lembrança? Ou fazer os dois?

Bjusssssssssss

10 comments:

Natalia Petri said...
This comment has been removed by the author.
thati penna said...

Patri, comigo funciona assim..tenho fases no scrap...tem uma hora q eu quero fazer arte, expor...ouvir o q as outras pessoas tem para me falar. Outras fases quero fazer algo só pra mim, bem intimo...paginas que só eu entendo...enfim...desencano e faço tudo...umas só eu gosto, outras a familia toda gosta...outras eu quero desmanchar...Essa loucura toda que mantem cada dia mais fascinada pelo scrap.
E não acho q possa ser como receita de bolo...cada um tem um modo de trabalhar sua arte, seria um crime tentar impor o meu ou qualquer outro método às outras..

Dani said...

Eu acho q as duas coisas são válidas. Embora meu objetivo com o scrap seja mesmo guardar recordações, acho bem legais as brincadeiras que ajudam a desenvolver a criatividade, estética, etc.
E úma coisa é certa, tem coisas q só a gente - que faz scrap - gosta mesmo e ponto final, azar de quem não entende né.
Vou com a Ju Tonin - Scrap é pra ser feliz!

angela said...

Patri, eu já tive mil momentos "dilema" como esse, agora eu faço o seguinte, revelo fotos da sofia, família e tal, e dou um jeito de encaixá-las nos desafios e tudo mais, até nos cards eu botei foto....e se alguma coisa do desafio não combina, eu não coloco...prefiro ter uma pagininha q eu goste de olhar do que ficar lembrando prá sempre aquele detalhe infeliz ali no cantinho, rsrs...vai lá no meu blog ver o Antônio!!

Carmem Lucia Calvo said...

Patri,
sabe que tenho pensado muito sobre isso? E tenho me culpado por não fazer journalings mais elaborados, fico meio travada pensando no que os outros vão achar...Daqui pra frente vou pensar mais em guardar memórias,principalmente na hora de tirar fotos, que nem sempre ficam legais para um LO, mas as páginas que são só por diversão tbém são importantes para a criatividade, aprendi muito com os desafios. E não se preocupe, vc tem feito coisas maravilhosas!!!
Bjks!

dilaine said...

Patri,
Eu tb sofro do mesmo dilema. Mas acho q vc pode sim fazer as duas coisas. Penso q o scrap não deve perder de vista o básico: guardar as memórias, mas o artístico pode e deve colaborar.
Não gosto de virar refém de nada nem de ninguém, por isso acho q o equilíbrio é o melhor mesmo.
Vc faz registro de memórias muito bem e tb faz arte muito bem. Então continue fazendo os dois. Sou fã dos seus trabalhos!
Bjinhos,
Dica.

Georgia Visacri said...

Ai, Patri, acho que todo mundo passa por esse conflito, o jeito é desencanar e tentar dosar os dois. Eu passei muito tempo fazendo páginas por obrigação, por que achava que certos acontecimentos tinham que ser registrados, mesmo que eu não estivesse a fim de fazer, mas só comecei a tomar gosto pela coisa quando resolvi fazer só o que eu queria. Mesmo que algumas lembranças sejam um pouco sacrificadas por essa atitude, acho que, no final das contas, as páginas que fazemos são reflexo de nós: o momento que passamos, o que sabíamos fazer, do que gostávamos. E isso vai ser bem interessante ver no futuro, acho que é mais ou menos por aí. Bjussss

Si Alem said...

Patri scrap é arte, vale tudo. Vale registrar, vale se desafiar, vale presentear, vale testar alguma técnica, vale brincar, vale tudo!
Suas páginas sem fotos marcam um momento seu, um estilo, isso é valioso, talvez não pra pai e mãe, mas pra vc como amadurecimento como scraper.
Eu acho que vc deve desencanar, e soltar a franga! Ahahahah
beijo com saudade

Bianca Alonso said...

Oi Patri!
Primeiro: faz um tempão que não venho aqui e vou olhar seus layouts com calma para me atualizar. :)
E segundo é que esses dias eu postei no meu blog algo parecido com isso que vc falou. Na verdade foi um comentário a um post da Ali Edwards onde ela fala sobre o equilíbrio entre foto, história, enfeites, é bem interessante.
Tb acho importante registrar a nossa história sim e ter layouts que dizem alguma coisa ;)

Sheila said...

Patriii que saudadona... vc viu que usamos fotos da sabri na nossa página, sem pedir autorizacao que feio!!!! entao li tudo e concondo com a Ge em TUDO, acho que tanto a inspiracao quanto o tipo de pagina que estamos fazendo vem de dentro pra fora! do que esstamos vivendo no momento! Se Vc fizer pra familia vai ficar lindo, se fizer pros desafios vai ficar lindo!!! entao vai fazendo o que te der vontade!! mas so o que vc tiver afim beijosss